gototopgototop

Traduzir - Translate

Faixa publicitária

Pensamento do Dia

Jamais desesperes, mesmo perante as mais sombrias aflições de sua vida, pois das nuvens mais negras cai água límpida e fecunda. (Provérbio chinês)

Pesquisar no site

Newsletter

Descriminação

Qual destes grupos acha o mais discriminado socialmente?
 

Opus Gay no Mundo

Todos os artigos publicados pela Opus Gay podem sempre ser integralmente lidos nas seguintes 58 línguas:
(all the articles published by Opus Gay can be read in any of the following 58 languages)
 
Afrikaans
Albanês
Alemão
Árabe
Arménio
Azerbeijano
Basco
Bielorusso
Búlgaro
Catalão
Checo
Chinês Simplificado
Chinês Tradicional
Coreano
Croata
Dinamarquês
Eslovaco
Esloveno
Espanhol
Estónio
Filipino
Finlandês
Francês
Galego
Galês
Georgiano
Grego
Haitiano
Hebraico
Hindu
Holandês
Húngaro
Iídiche
Indonésio
Inglês
Irlandês
Islandês
Italiano
Japonês
Letão
Lituano
Macedónio
Malaio
Maltês
Norueguês
Persa
Polaco
Português
Romeno
Russo
Sérvio
Suaíli
Sueco
Tailandês
Turco
Ucraniano
Urdu
Vietnamita
 
* use o botão
"Traduzir - Translate"
 no topo desta coluna *

Contador de visitas

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje1019
mod_vvisit_counterOntem1077
mod_vvisit_counterEsta semana6178
mod_vvisit_counterÚltima semª.4160
mod_vvisit_counterEste mês13772
mod_vvisit_counterMês passado45021
mod_vvisit_counterTotal2891011

We have: 48 guests online
Seu IP: 54.227.6.156
 , 
Hoje: 18 Jan 2018

Camarões – nossa luta continuará!

Share

 

 

Não honrar Eric significaria manter ele e seus companheiros sobreviventes no armário.

 

“Aqui em Camarões, nós estamos tentando nos recuperar da perda de Eric. Não será um processo fácil e vamos precisar de tempo, que ainda não nos demos conta de que Eric simplesmente desapareceu. Apesar dos ataques que visam desencorajar-nos, não vamos desistir de nossa luta. A luta deve continuar e vai acabar quando a homossexualidade for  descriminalizada e quando obtivermos plena igualdade de direitos.” 
Michel Engama, ativista LGBT, CAMFAIDS


Queridos amigxs de Obra Gay Associacao, Queridx Antonio,

No último dia 15 de julho de 2013, segunda-feira, às 05:40h, Michel Engama encontrou o corpo de Eric Ohena Lembembe - amigo e companheiro ativista -, torturado e assassinado em sua casa. Ativistas de CAMFAIDS, a associação que Eric gerenciava, costumavam se encontrar , visto que não possuíam escritório próprio.

Graças à solidariedade de muitos de nós e a colaboração da St. Paul Foundation, todas as despesas relacionadas ao funeral de Eric foram cobertas por uma angariação de fundos Devido ao fato de terem sido atingidos em seus corações, CAIMFAIDS mostrou um grande senso de responsabilidade coletiva. Dominique Menoga, seu presidente e outros ativistas não apenas empreenderam esforços para organizar a logística do funeral, mas também participaram da criação de uma coligação nacional de grupos LGBTI, uma reação imediata que prevê os perigos que as organizações locais estão correndo, atualmente.

Honrar o falecido, neste caso, foi muito mais do que respeitar a tradição camaronesa. Significou garantir dignidade e respeito pelo membro de “nossa família”, num momento em que o assassinato de Eric demonstrou claramente uma tentativa de intimidar e silenciar a comunidade lésbica e gay de Camarões. Não honrar Eric significaria manter ele e seus companheiros sobreviventes no armário. 

Michel escreve: O funeral de Eric ocorreu tranquilamente, sem qualquer incidente. A comunidade internacional foi representada pelos embaixadores dos EUA e do Reino Unido, e, pelo representante da União Européia em Camarões. Nós não pudemos ver o corpo do nosso amigo e colega; porque o governo proibiu que seu corpo fosse exposto, mantendo o caixão selado para que nenhuma foto fosse tirada. 

Michel fará parte de um grupo de duas pessoas que irão ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, em meados de setembro.  ele irá estar cara a cara com o governo que pouco fez para conter o clima de homofobia crescente em Camarões, neste último ano.

As estatísticas de direitos humanos em Camarões foram revisadas pelos governos em virtude da Revisão Periódica Universal, em maio de 2013. ILGA tem acompanhado uma coligação de ONGs LGBT na elaboração da minuta do relatório das ONGs para a Revisão Periódica Universal, e, tem facilitado a participação de Franz Mananga, da ONG Alternatives Cameroon, situada em Douala.  Eric Ohena, diretor de CAMFAIDS também foi convidado, mas não pôde comparecer devido a um problema com seu passaporte. Catorze governos fizeram recomendações específicas para revogar o Artigo 347-bis, a legislação que criminaliza a homossexualidade, e proteger os defensores de direitos humanos. 

Michel conclui: "Gostaria de compartilhar esse momento de dor e tristeza quando for às Nações Unidas. Quero denunciar o silêncio culposo das autoridades de Camarões em relação ao abuso e violência que os defensores dos direitos humanos sofrem, em particular quando provenientes de minorias sexuais, como nós... 

Escrevo para você nesta noite para lhe dizer que, apesar dos ataques que querem nos desencorajar, nós não desistiremos da nossa luta. A luta deve continuar e terminará quando a homossexualidade for descriminalizada e quando obtivermos plena igualdade".

Esta empreitada foi co-organizada junto com a Affirmative Action,Alternatives Cameroun, Ardhis (França), CAMFAIDS, Erasing 76 Crimes,Humanity First, ILGA e St. Paul's Foundation for International Reconciliation.

LEIA MAIS:



 

Traduções

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária