gototopgototop

Traduzir - Translate

Faixa publicitária

Pensamento do Dia

Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para mostrar ao homem o que é fidelidade.

Pesquisar no site

Newsletter

Descriminação

Qual destes grupos acha o mais discriminado socialmente?
 

Opus Gay no Mundo

Todos os artigos publicados pela Opus Gay podem sempre ser integralmente lidos nas seguintes 58 línguas:
(all the articles published by Opus Gay can be read in any of the following 58 languages)
 
Afrikaans
Albanês
Alemão
Árabe
Arménio
Azerbeijano
Basco
Bielorusso
Búlgaro
Catalão
Checo
Chinês Simplificado
Chinês Tradicional
Coreano
Croata
Dinamarquês
Eslovaco
Esloveno
Espanhol
Estónio
Filipino
Finlandês
Francês
Galego
Galês
Georgiano
Grego
Haitiano
Hebraico
Hindu
Holandês
Húngaro
Iídiche
Indonésio
Inglês
Irlandês
Islandês
Italiano
Japonês
Letão
Lituano
Macedónio
Malaio
Maltês
Norueguês
Persa
Polaco
Português
Romeno
Russo
Sérvio
Suaíli
Sueco
Tailandês
Turco
Ucraniano
Urdu
Vietnamita
 
* use o botão
"Traduzir - Translate"
 no topo desta coluna *

Contador de visitas

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje543
mod_vvisit_counterOntem653
mod_vvisit_counterEsta semana3555
mod_vvisit_counterÚltima semª.4202
mod_vvisit_counterEste mês9611
mod_vvisit_counterMês passado20078
mod_vvisit_counterTotal3093015

We have: 28 guests online
Seu IP: 54.161.49.216
 , 
Hoje: 18 Ago 2018

Opus Gay » Transexualidade

Transexualidade Por Ser, Não Por Fazer - Depoimento

Em: http://www.sbrash.org.br/portal/index.php/Genero-e-Sexualidade/-Transexualidade-Por-Ser-Nao-Por-Fazer-Depoimento.html

Por Juliano T.   
24 de novembro de 2008

Traços finos, feição grácil, pele macia e voz aveludada. Pela primeira vez o espelho não reflete a realidade. A realidade percebida pelo observador. Sob a aparência feminina sabe-se masculino. Como? Numa certeza quase transcendente. Uma convicção global inabalável. Com a naturalidade com que se respira. Sou homem.

Mas o espelho, os seios, os genitais... correções a serem feitas, não para que eu seja e sim para que o “outro” me perceba. O outro é a sociedade, é o amigo, é o desconhecido, é a futura namorada, é o magistrado.

Correções para que o espelho reflita a minha realidade percebida. A realidade que só a mim compete. Para que seja belo no espelho o que é belo em mim.

 

Transexualidade e o direito de casar

Em: http://www.sbrash.org.br/portal/index.php/Noticias/Transexualidade-e-o-direito-de-casar.html

Maria Berenice Dias

As questões que dizem com a sexualidade sempre são cercadas de mitos e tabus. Os chamados desvios sexuais, tidos como uma afronta à moral e aos bons costumes, são alvo de profunda rejeição social. Tal conservadorismo acaba por inibir o próprio legislador de normar situações que fogem dos padrões comportamentais aceitos pela sociedade. No entanto, fechar os olhos à realidade não vai fazê-la desaparecer, e a omissão legal acaba tão-só fomentando ainda mais a discriminação e o preconceito.

Estar à margem da lei não significa ser desprovido de direito nem pode impedir a busca do seu reconhecimento na Justiça. Ainda quando o direito se encontra envolto em uma auréola de preconceito, o juiz não deve ter medo de fazer justiça. A função judicial é assegurar direitos, e não bani-los pelo simples fato de determinadas posturas se afastarem do que se convencionou chamar de normal.

 

A transexualidade adolescente já não é tabu

Em: http://www.sbrash.org.br/portal/index.php/Genero-e-Sexualidade/A-transexualidade-adolescente-ja-nao-e-tabu.html

Holanda e Espanha recebem pacientes a partir de seis anos
 
Isabel Ferrer
Haia (Holanda)
 
Como você reagiria se o obrigassem a viver como um homem quando se sente uma mulher, ou vice-versa? Há um filme norte-americano de 1999, "Meninos não Choram", no qual uma garota (interpretada por Hillary Swank) se faz passar por um rapaz. Baseado em fatos reais, acaba de forma trágica quando um dos amigos reclama ter sido enganado por uma transexual. Seu caso é extremo, mas o filme ilustra uma sensação que pode ser experimentada em qualquer idade, como demonstra o fato de que os especialistas recebem pacientes cada vez mais jovens, até de seis anos de idade.

 

Fantástico e o Brasil avança na luta pelos direitos dos transexuais

Elber justifica PL para uso do nome social de travestis e transexuais

Em: http://www.faxaju.com.br/viz_conteudo.asp?id=104098

O vereador disse eles se sentem constrangidos em serem chamados pelo nome de batismo  

O vereador Elber Batalha Filho deu entrada na Câmara de Aracaju em projeto de lei que dispõe sobre a inclusão e uso do nome social de pessoas travestis e transexuais nos registros municipais relativos a serviços públicos prestados no âmbito da administração direta e indireta do município.

O parlamentar justificou a propositura dizendo que nos dias atuais, a conotação dada a convivência dos travestis e transexuais dentro da vida social da comunidade, é outra.

Elber disse também eles se sentem constrangidos em serem chamados pelo nome de batismo. É um projeto nacional, indicação da Secretaria Nacional de Direitos Humanos e trazemos para a administração pública de Aracaju. É preciso também que existam nos registros administrativos ou funcionais de cada órgão o nome com que os travestis e transexuais gostariam de serem tratados e que possam, inclusive, constarem em crachás ou qualquer outra identificação interna, finalizou.

Traduções

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária